A BRUXA

“Estou cercado de olhos

De mãos, afetos, procuras.

Mas se tento me comunicar

O que há é apenas a noite

E uma espantosa solidão”

Carlos Drumond

terça-feira, 13 de março de 2012

Liberdade


Foto de Rosie Hardy 
Queria conter a fúria da travessia,
tremer as bases do passado,
penetrar na maresia,
e no coração que é força.

Assassinar a alma que punge, romper as convenções.

Cessar essa caminhada,
na busca de um caminho que percorro,
na luta contra obstáculos que removo.

E, de repente, gritar pela vida,
seguir rumo ao leste, abraçar o oeste,
pisar no Everest, tirar essas vestes,
e gritar LIBERDADE.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos divagar juntos.